g2h

sexta-feira, 22 de abril de 2011

Segunda Via do CRV agora

Segunda Via do CRV agora, para obter o Certificado de Registro do Veículo no DETRAN de São Paulo é muito fácil.
Procedimento:
Em primeiro Deve ser o proprietário do veículo, ou procurador legal, através de procuração por instrumento público, com firma reconhecida por autenticidade. Fica dispensada a procuração, quando comprovado o grau de parentesco, de: avós, pais, irmãos, filhos e cônjuges.
Deve Preencher o formulário RENAVAM clicando no link abaixo. Após preencher, imprimir 2 (duas vias), para montar o processo de transferência. Para preencher o formulário http://www.detran.sp.gov.br/detran_servicos/veiculos/etc/Formulario_Renavam/
Dirigir-se aos bancos (qualquer agência) não é necessário ser cliente do banco
Apresentar cópia ou original do CRLV - Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo.
O sistema bancário fornecerá os possíveis débitos referentes ao seguro obrigatório, multas e IPVA.
Se houver débitos, efetuar o pagamento no próprio banco e recolher a taxa que devera ser consultado no site do DETRAN SP para obter o valor da taxa do dia http://www.detran.sp.gov.br/detran_servicos/servicos_veiculos.asp
O banco emitirá o comprovante de pagamento com as taxas, e a devida "autenticação digital". De posse desses comprovantes, iniciar o processo de 2º via junto ao órgão de trânsito.
Cópia do RG, CPF ou CNPJ (no caso de pessoa jurídica).
Veículo de pessoa jurídica, deverá juntar cópia do contrato social, identificando a pessoa autorizada.
Original do comprovante bancário com as taxas e eventuais débitos do veículo quitados.
Original do Boletim de Ocorrência, ou declaração de perda com firma reconhecida por autenticidade em cartório.
Cópia do comprovante de residência emitido até 3 (três) meses imediatamente anteriores à data da solicitação realizada pelo interessado, que poderá ser: energia elétrica, água, gás, telefone, internet, IPTU, condomínio, extrato bancário, INSS, plano de saúde, mensalidade escolar, contrato de financiamento do veículo e contrato de locação .
Cópia frente e verso do último licenciamento (CRLV).
Decalque legível do chassi.
Decalque legível do motor (Resolução 199/06 do CONTRAN).
Dirigir-se a Seção de Prontuário, com a taxa recolhida e solicitar os extratos PRODESP PEPM e PTRE.
Vistoriar o veículo (chassis e agregados).
Dar entrada na documentação acima citada, na Seção CRV.
Obs.:
Quando o veículo estiver emplacado com placas de duas letras, amarela ou vermelha, deverá ser realizado o processo de transferência para placas de três letras.

Não esqueça toda e qualquer duvida dirija-se ao DETRAN de São Paulo, lá é o melhor local para tirar todas suas duvidas. Evite contratar serviços de terceiros, o DETRAN esta ficando muito fácil de conseguir seus documentos diretamente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens populares

Google+ Badge

Google+ Followers